A Catedral Diocesana de Campina Grande ficou repleta de fieis e devotos de Nossa Senhora da Conceição, na noite dessa quinta-feira (05), durante a presidência eucarística do bispo de Guarabira, Dom Aldemiro Sena.

A sétima noite concelebrada pelos padres: Luciano Guedes, Vigário Geral e pároco da Catedral; Denis Alves, CRL; e Francisco de Assis, coordenador do COMIDI; contou com a assistência eucarística dos diáconos permanentes, Valter Luna e Antônio Brito.

Na missa que homenageou os grupos da RCC, o COMIDI, COMIPA’s e Filhas de Santa Mônica. Dom Aldemiro destacou a conduta de Maria enquanto modelo para vida cristã. “Precisamos resgatar dentre nós este aspecto fundamental da vida de Maria: sermos servos e servas obedientes à Palavra, sermos templo do Espírito de Deus, discípulos e discípulas do amor e da vida”, frisou.

Ainda durante a reflexão, o bispo de Guarabira recordou um aspecto importante da vida da Mãe de Jesus, a sua missão. “Antes do anúncio do Evangelho, em nós deve ser gerado o próprio Cristo. Maria não falou palavras, gerou a Palavra. Não andou para anunciar a Palavra, carregou a Palavra”. E diante do exposto, exortou a assembleia a seguir o seu exemplo: “Ser missionário é carregar uma presença, a presença do Senhor. É gerar está presença para o mundo em que vivemos”.

O Novenário e Festa de Nossa Senhora da Conceição, no contexto dos 250 anos da Matriz de Campina Grande, atual Catedral Diocesana, segue até o próximo domingo, dia 08.

Pascom – Pastoral da Comunicação

COMPARTILHAR