CÍRCULOS BÍBLICOS DO MÊS DE MAIO DE 2019 

1º CÍRCULO – TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA

(João 21, 1-19)

Aclamai a Deus, toda a terra, cantai a glória de seu nome, rendei-lhe glória e louvor, aleluia

(Salmo 65, 1-2)

  1. ACOLHIDA
  1. a) Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade;
  2. b) Símbolos próprios do tempo Pascal: Bíblia, pano branco, flores, vela acesa, frases do evangelho do dia;
  3. c) Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
  1. ABERTURA

– Verdadeiramente ressurgiu Jesus! (bis)

Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis)

– Toda a terra aclame, cante ao Senhor, (bis)

sirva com alegria, venha com fervor! (bis)

– Venham ao Senhor, cantem seu louvor, (bis)

só o Senhor é bom, sem fim o seu amor! (bis)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)

– Aleluia irmãs, aleluia irmãos! (bis)

Cristo é nossa Páscoa, a Deus louvação! (bis)

Dirigente: Vamos fazer a recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

  1. ESCUTAR A PALAVRA DE DEUS, QUE TRAZ LUZ PARA A VIDA 

Chave de leitura:  O capítulo 21 do evangelho de João apresenta a retomada da missão pelos discípulos, na Galileia, agora com a presença de Jesus ressuscitado. A narrativa é semelhante à pesca milagrosa, no evangelho de Lucas, quando Jesus chama os primeiros discípulos. Agora é a retomada da missão, com a presença do ressuscitado. A pesca é símbolo da missão. A presença e a palavra de Jesus são necessárias para o seu sucesso, e a comunidade missionária se une em torno da refeição eucarística partilhada com Jesus.

Dirigente:  Vamos agora ouvir a Palavra de Deus. A leitura do texto da Bíblia é um momento solene. É Deus quem nos dirige a Palavra. Por isso, vamos abrir o coração para Ele.

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 21, 1-19
  3. c) Momento de silêncio, para a Palavra de Deus poder calar em nós.
  4. MEDITAR A PALAVRA, PARA FAZER APARECER A LUZ
  5. a) Retomar o texto, lendo-o em voz alta (Uma pessoa);
  6. b) Relembrar o texto, destacando, símbolos, falas e o lugar/espaço dos acontecimentos.

Para refletir

Dirigente: Jesus está vivo! – e participa do nosso quotidiano, de nossas dificuldades e conquistas. Medito a Palavra, ligando-a à minha vida. Jesus também alimenta e multiplica infinitamente o nosso nada, nossa “pescaria” às vezes sem resultados.

–  E nós, como vivemos tudo isto? Temos fé?  Percebemos logo a ação de Deus?

Leitor 1. Apesar das nossas fragilidades, precisamos responder, com mais convicção, o tamanho do nosso amor pelo Senhor. ‘Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes? ’  Pedro respondeu: ‘Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo’. Jesus disse: ‘Apascenta os meus cordeiros’ (Jo 21,15).

Leitor 2. A pergunta que Jesus faz a mim e a você: “Tu me amas mais que estes? Tu me amas mais do que isto? Tu me amas mais que a sua casa, do que a sua família? Tu me amas mais do que os outros? ”. A resposta que deveria ou deve vir do nosso coração é: “Sim, Senhor, eu Te amo”.

  1. REZAR A PALAVRA, PARA TRANSFORMAR A LUZ EM VIDA

Dirigente: Vamos expressar em forma de preces as intenções e os sentimentos que neste momento estão no nosso coração. Após cada pedido, vamos responder:

Todos: Cristo, nossa páscoa, nós te louvamos.

– Com amor e confiança, digamos juntos, a oração que o Senhor nos ensinou: 

Pai-nosso…

Ave-Maria…

Oração e saudação da paz.

 Oração conclusiva

Ó Deus, de todos os nomes, Senhor da história! Jesus Ressuscitado abriu hoje para nós as portas do teu Reino. Renova-nos no seu Espírito e faze-nos caminhar na esperança de um mundo novo, sem violência e sem divisão. Por Cristo nosso Senhor. Amém!

  1. BÊNÇÃO

 O Deus que fez Jesus ressurgir da morte nos ressuscite para uma vida nova, nos encha de esperança e nos dê a sua paz. Amém! 

– Abençoe-nos, o Deus todo-poderoso, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Amém.  Ao longo de todo este dia, bendigamos ao Senhor! 

2º CÍRCULO – QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA

(João 10, 27-30)

A terra está repleta do amor de Deus; por sua palavra foram feitos os céus, aleluia! (Salmo 32, 5-6)

  1. ACOLHIDA
  1. a) Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade;
  2. b) Símbolos próprios do tempo Pascal: Bíblia, pano branco, flores, vela acesa, frases do evangelho do dia;
  3. c) Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
  1. ABERTURA

– Verdadeiramente ressurgiu Jesus! (bis)

Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis)

– Toda a terra aclame, cante ao Senhor, (bis)

sirva com alegria, venha com fervor! (bis)

– Venham ao Senhor, cantem seu louvor, (bis)

só o Senhor é bom, sem fim o seu amor! (bis)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)

– Aleluia irmãs, aleluia irmãos! (bis)

Cristo é nossa Páscoa, a  Deus louvação! (bis)

Dirigente: Vamos fazer a recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

  1. ESCUTAR A PALAVRA DE DEUS, QUE TRAZ LUZ PARA A VIDA

Chave de leitura:  Neste domingo, IV domingo da Páscoa, chamamos de Domingo do Bom Pastor. E no evangelho de hoje que Jesus se apresentada como o bom pastor. “Eu sou o bom pastor (Jo, 10, 14). As minhas ovelhas escutam minha voz…  Elas me seguem” (Jo 10,27).

Dirigente:  Vamos agora ouvir a Palavra de Deus. A leitura do texto da Bíblia é um momento solene. É Deus quem nos dirige a Palavra. Por isso, vamos abrir o coração para Ele.

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 10, 27-30
  3. c) Momento de silêncio, para a Palavra de Deus poder calar em nós.
  4. MEDITAR A PALAVRA, PARA FAZER APARECER A LUZ
  5. a) Retomar o texto, lendo-o em voz alta (Uma pessoa);
  6. b) Relembrar o texto, destacando, símbolos, falas e o lugar/espaço dos acontecimentos.

Para refletir

Dirigente: O que o texto diz para mim, hoje? É este Jesus do Evangelho que conheço e sigo? Escuto a sua voz e, depois, o sigo? Ou tenho um Deus que eu imagino, inclusive de acordo com as minhas necessidades? Deixo-me conhecer por Deus ou vivo longe, mascarando a minha fé com crendices? Busco o Deus das consolações ou as consolações de Deus?

Como discípulo/a de Jesus, deixo-me conduzir pela fé e pela certeza de que Deus é meu Pai? Qual é a minha escala de valores?

  1. REZAR A PALAVRA, PARA TRANSFORMAR A LUZ EM VIDA

Dirigente: Vamos expressar em forma de preces as intenções e os sentimentos que neste momento estão no nosso coração. Após cada pedido, vamos responder:

Todos: Cristo, nossa páscoa, nós te louvamos.

– Com amor e confiança, digamos juntos, a oração que o Senhor nos ensinou: 

Pai-nosso…

Ave-Maria…

Oração e saudação da paz.

Oração conclusiva

Pai Santo, que nos deste teu Filho Unigênito como Pastor, faze-nos ovelhas não apenas dóceis, mas entusiasmadas e agradecidas, prontas para seguir o Mestre, que nos guia pelos caminhos da Vida rumo ao teu Reino de Amor, cujos sinais já despontam nesta terra encantada. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.

  1. BÊNÇÃO

 O Deus que fez Jesus ressurgir da morte nos ressuscite para uma vida nova, nos encha de esperança e nos dê a sua paz. Amém!

– Abençoe-nos, o Deus todo-poderoso, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Amém. Ao longo de todo este dia, bendigamos ao Senhor!

3º CÍRCULO – QUINTO DOMINGO DA PÁSCOA

(João 13, 31-33a.34-35)

Cantai ao senhor um canto novo, porque ele fez maravilhas; e revelou sua justiça diante das nações, aleluia!! (Salmo 97, 1-2)

  1. ACOLHIDA
  1. a) Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade;
  2. b) Símbolos próprios do tempo Pascal: Bíblia, pano branco, flores, vela acesa, frases do evangelho do dia;
  3. c) Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
  1. ABERTURA

– Verdadeiramente ressurgiu Jesus! (bis)

Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis)

– Toda a terra aclame, cante ao Senhor, (bis)

sirva com alegria, venha com fervor! (bis)

– Venham ao Senhor, cantem seu louvor, (bis)

só o Senhor é bom, sem fim o seu amor! (bis)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)

– Aleluia irmãs, aleluia irmãos! (bis)

Cristo é nossa Páscoa, a Deus louvação! (bis)

Dirigente: Vamos fazer a recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

  1. ESCUTAR A PALAVRA DE DEUS, QUE TRAZ LUZ PARA A VIDA

Chave de leitura: O evangelho deste quinto domingo da páscoa é a sequência imediata da última ceia de Jesus com os seus discípulos (Jo 13,1-30). A última ceia, segundo o evangelho de João, foi o lugar do gesto simbólico do lava-pés, em que os discípulos são chamados a tirar as consequências dos gestos para a própria vida e a “imitar” o Mestre (cf. 13,12-17). Aí, na mesa da comunhão, é anunciada a traição de Judas (13,21-30). 

Dirigente:  Vamos agora ouvir a Palavra de Deus. A leitura do texto da Bíblia é um momento solene. É Deus quem nos dirige a Palavra. Por isso, vamos abrir o coração para Ele.

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 13, 31-33a.34-35
  3. c) Momento de silêncio, para a Palavra de Deus poder calar em nós.
  4. MEDITAR A PALAVRA, PARA FAZER APARECER A LUZ
  5. a) Retomar o texto, lendo-o em voz alta (Uma pessoa);
  6. b) Relembrar o texto, destacando, símbolos, falas e o lugar/espaço dos acontecimentos.

Para refletir

Dirigente: O preceito do amor é novo. Não pelo conteúdo. É novo pelo motivo, pelo exemplo, pelo alcance. Deverá ser o distintivo de quem segue o Mestre: os discípulos.

– O que o texto diz para mim, hoje? Como vivo este amor anunciado por Jesus?  Mais que isto: este preceito do amor?

  1. REZAR A PALAVRA, PARA TRANSFORMAR A LUZ EM VIDA

Dirigente: Vamos expressar em forma de preces as intenções e os sentimentos que neste momento estão no nosso coração. Após cada pedido, vamos responder:

Todos: Cristo nossa páscoa, nós te louvamos.

– Com amor e confiança, digamos juntos, a oração que o Senhor nos ensinou: 

Pai-nosso…

Ave-Maria…

Oração e saudação da paz.

Oração conclusiva

Pai Santo, dá-nos sabedoria e coragem para amar como Jesus amou. Amar a ti, Pai querido, amar a natureza que nos emprestaste para ser cuidada, amar a todos os homens e mulheres, como imagens vivas do teu cuidado paterno. Nós te pedimos pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.

  1. BÊNÇÃO

 O Deus que fez Jesus ressurgir da morte nos ressuscite para uma vida nova, nos encha de esperança e nos dê a sua paz. Amém! 

– Abençoe-nos, o Deus todo-poderoso, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Amém.

Ao longo de todo este dia, bendigamos ao Senhor! 

4º CÍRCULO – SEXTO DOMINGO DA PÁSCOA

(João 14, 32-29)

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,

que todas as nações vos glorifiquem!

(Salmo 66, 2-3.5.6.8)

  1. ACOLHIDA
  1. a) Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade;
  2. b) Símbolos próprios do tempo Pascal: Bíblia, pano branco, flores, vela acesa, frases do evangelho do dia;
  1. c) Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
  1. ABERTURA

– Verdadeiramente ressurgiu Jesus! (bis)

Cantemos aleluia! Resplandece a luz! (bis)

– Toda a terra aclame, cante ao Senhor, (bis)

sirva com alegria, venha com fervor! (bis)

– Venham ao Senhor, cantem seu louvor, (bis)

só o Senhor é bom, sem fim o seu amor! (bis)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)

– Aleluia irmãs, aleluia irmãos! (bis)

Cristo é nossa Páscoa, a Deus louvação! (bis)

Dirigente: Vamos fazer a recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

  1. ESCUTAR A PALAVRA DE DEUS, QUE TRAZ LUZ PARA A VIDA

Chave de leitura: Estamos chegando ao final do tempo Pascal.  Foi uma catequese sobre a vida da Igreja, reunião dos redimidos, fruto precioso da Ressurreição.

Nestes últimos Domingos Pascais, a liturgia nos traz tópicos dos discursos de despedidas de Jesus; neles notamos que havia quatro presenças: “Jesus, o Pai, o Espírito Santo e os discípulos”. Hoje é preciso que fixemos nossa atenção sobre uma dessas presenças: “O Espírito Santo”.

Dirigente:  Vamos agora ouvir a Palavra de Deus. A leitura do texto da Bíblia é um momento solene. É Deus quem nos dirige a Palavra. Por isso, vamos abrir o coração para Ele.

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 14, 23-29
  3. c) Momento de silêncio, para a Palavra de Deus poder calar em nós.
  4. MEDITAR A PALAVRA, PARA FAZER APARECER A LUZ
  5. a) Retomar o texto, lendo-o em voz alta (Uma pessoa);
  6. b) Relembrar o texto, destacando, símbolos, falas e o lugar/espaço dos acontecimentos. 

Para refletir

Dirigente: Como é a minha relação com o Espírito Santo? Não será esta a pessoa da Santíssima Trindade mais esquecida por mim? Será que permito e que recorro a Ele, para que dê continuidade e me ajude a dar continuidade à obra de Jesus?

  1. REZAR A PALAVRA, PARA TRANSFORMAR A LUZ EM VIDA

Dirigente: Vamos expressar em forma de preces as intenções e os sentimentos que neste momento estão no nosso coração. Após cada pedido, vamos responder:

Todos: Cristo, nossa páscoa, nós te louvamos.

– Com amor e confiança, digamos juntos, a oração que o Senhor nos ensinou: 

Pai-nosso…

Ave-Maria…

Oração e saudação da paz.

Oração conclusiva

Pai Santo, dá-nos sabedoria e coragem para amar como Jesus amou. Amar a ti, Pai querido, amar à natureza que nos emprestaste para ser cuidada, amar a todos os homens e mulheres, como imagens vivas do teu cuidado paterno. Nós te pedimos pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.

  1. BÊNÇÃO

 O Deus que fez Jesus ressurgir da morte nos ressuscite para uma vida nova, nos encha de esperança e nos dê a sua paz. Amém! 

– Abençoe-nos, o Deus todo-poderoso, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Amém.

Ao longo de todo este dia, bendigamos ao Senhor!

COMPARTILHAR