TERCEIRO DOMINGO DA QUARESMA

 

1° CÍRCULO (João 2,13-25)

A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma!

O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.

(Salmo 18/19)

  1. Preparação do ambiente
  2. a) Símbolos próprios da quaresma, frases do evangelho do dia, colocar a Bíblia em
  3. b) Acolher com alegria os participantes, valorizando as pessoas que moram na casa e os membros do Grupo. Preparar um gesto que reflita a espiritualidade da quaresma.

 

  1. Abertura

– Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)

– Não fechemos hoje nosso coração, (bis)

Sua voz escute com toda atenção (bis)

– Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito. (bis)

– Vence as nossas trevas, nossa escuridão, (bis)

Transforma nossa vida pela conversão (bis)

2) Recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

  1. Escutar a Palavra de Deus, que ilumina a vida da comunidade. 

Chave de leitura: Nós estamos no Terceiro Domingo da Quaresma, e hoje, o Senhor, através da palavra, vem falar conosco, povo de Deus. Este tempo é o tempo propicio para refletirmos sobre a nossa conversão pessoal.

 

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 2,13-25
  3. c) Momento de silêncio: Interiorização da leitura.

 

  1. Vivendo a Palavra

Dirigente: A liturgia deste Terceiro Domingo da Quaresma, nos chama a atenção sobre aspectos importantíssimos da nossa vida cristã. Não são coisas novas para aprendermos, são coisas velhas a serem feitas, que não estamos fazendo.

Leitor 1. A igreja-comunidade deve ser o lugar privilegiado do encontro com Deus, onde todo ser humano encontra espaço adequado para celebrar a vida e dialogar com Deus e os irmãos, acolhendo e assumindo a proposta de salvação, que Deus oferece a todos. Nosso testemunho pessoal deve ser sinal e presença de Deus para os irmãos 

Para refletir

  1. a) Hoje, olhando para a mensagem do Evangelho, qual é o verdadeiro culto que o Senhor espera de nós…?
  2. b) São ritos solenes, pomposos, vazios…?
  3. c) O que Nosso Senhor precisa expulsar do nosso templo interior ..?
  4. d) Quem é o Jesus que expulsou os vendilhões do templo…?
  5. e) Que templo é esse, que o Senhor quer nos fazer entender…?

 

  1. Preces: (espontâneas)

O que o texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo aquilo que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida.

Resposta: Caminha conosco, Senhor!

Oração da CF 2018

Deus e Pai,
nós vos louvamos pelo vosso infinito amor
e vos agradecemos por ter enviado Jesus,
o Filho amado, nosso irmão.

Ele veio trazer paz e fraternidade à terra
e, cheio de ternura e compaixão,
sempre viveu relações repletas
de perdão e misericórdia.

Derrama sobre nós o Espírito Santo,
para que, com o coração convertido,
acolhamos o projeto de Jesus
e sejamos construtores de uma sociedade
justa e sem violência,
para que, no mundo inteiro, cresça
o vosso Reino de liberdade, verdade e de paz.

Vamos rezar a oração do Senhor

Pai nosso

Ave Maria                                                                                                   

  1. Bênção BÍBLICA: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

 

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

 

Todos (as): Para sempre seja louvado!

 

2° CÍRCULO (João 3, 14-21)

QUARTO DOMINGO DA QUARESMA

 

Que se prenda a minha língua ao céu da boca,

se de ti, Jerusalém, eu me esquecer!

(Salmo 136/137)

 

  1. Preparação do ambiente

 

  1. a) Símbolos próprios da quaresma, frases do evangelho do dia, colocar a Bíblia e a cruz em destaque.
  2. b) Acolher com alegria os participantes, valorizando as pessoas que moram na casa e os membros do Grupo. Preparar um gesto que reflita a espiritualidade da quaresma.

 

  1. Abertura

– Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)

– Não fechemos hoje nosso coração, (bis)

Sua voz escute com toda atenção (bis)

– Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito. (bis)

– Vence as nossas trevas, nossa escuridão, (bis)

Transforma nossa vida pela conversão (bis)

 

2) Recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

 

  1. Escutar a Palavra de Deus, que ilumina a vida da comunidade.

 

Chave de leitura: Nós, povo de Deus, estamos, diante do Evangelho de São João, Quarto Domingo da Quaresma. Jesus está caminhando para Jerusalém, para glorificar a Deus, com sua missão salvífica. O Evangelista nos dirige a palavra, falando-nos do amor de Deus, e nos garante que Deus nos oferece gratuitamente e incondicionalmente a vida eterna.

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 3,14-21
  3. c) Momento de silêncio: Interiorização da leitura.

 

  1. Vivendo a Palavra

Dirigente: Neste texto do Evangelho de hoje, temos a conclusão do diálogo de Jesus com Nicodemos. O evangelista João recorre ao simbolismo da serpente de bronze (cf. Nm 21,9) – a qual, pela fé, libertava das mordidas mortais das serpentes do deserto, para aplicá-lo à fé em Jesus, pelo qual se tem a vida eterna.

Leitor 1.  Este diálogo com Nicodemos é um convite à conversão. Coloca em confronto as duas opções: aquele que crê e aquele que não crê, aquele que pratica o mal e ama as trevas e aquele que pratica a verdade e se aproxima da luz. Cabe ao leitor fazer sua opção.

Para refletir

Tenho diante de mim a liberdade de escolha. Jesus diz que quem pratica o mal está distante da luz.

  1. a) Qual é a minha fé? Em quem realmente acredito?
  2. b) Escolho, durante o meu dia, as trevas ou a luz?
  3. c) Qual o meu novo olhar a partir da Palavra? 
  4. d) O que posso fazer a partir de uma certeza que nasce no mais intimo do meu ser e me envia ao encontro dos meus irmãos, nas mais varias realidades e desafios?

 

  1. Preces: (espontâneas)

O que o texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo aquilo que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida.

Resposta: Caminha conosco, Senhor!

Oração da CF 2018

Deus e Pai,
nós vos louvamos pelo vosso infinito amor
e vos agradecemos por ter enviado Jesus,
o Filho amado, nosso irmão.

Ele veio trazer paz e fraternidade à terra
e, cheio de ternura e compaixão,
sempre viveu relações repletas
de perdão e misericórdia.

Derrama sobre nós o Espírito Santo,
para que, com o coração convertido,
acolhamos o projeto de Jesus
e sejamos construtores de uma sociedade
justa e sem violência,
para que, no mundo inteiro, cresça
o vosso Reino de liberdade, verdade e de paz.

Vamos rezar a oração do Senhor

Pai nosso

Ave Maria                                                                                                                                       

  1. Bênção BÍBLICA: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

 

Todos (as): Para sempre seja louvado

 

3° CÍRCULO (João 3, 14-21)

QUINTO DOMINGO DA QUARESMA

 

Criai em mim um coração que seja puro,

Dai-me de novo um espírito decidido.

(Salmo 50/51)

 

  1. Preparação do ambiente

 

  1. a) Símbolos próprios da quaresma, frases do evangelho do dia, colocar a Bíblia em destaque.
  2. b) Acolher com alegria os participantes, valorizando as pessoas que moram na casa e os membros do Grupo. Preparar um gesto que reflita a espiritualidade da quaresma.

 

  1. Abertura

– Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)

– Não fechemos hoje nosso coração, (bis)

Sua voz escute com toda atenção (bis)

– Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito. (bis)

– Vence as nossas trevas, nossa escuridão, (bis)

Transforma nossa vida pela conversão (bis)

2) Recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

  1. Escutar a Palavra de Deus, que ilumina a vida da comunidade. 

Chave de leitura: Estamos diante do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo São João. Hoje, o Senhor quer nos falar daqueles que querem ver Jesus, e daqueles discípulos, a exemplo de André e Filipe, que levam, aos que não conhecem o Evangelho, até Jesus.

 

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: João 12,20 – 33
  3. c) Momento de silêncio: Interiorização da leitura.

 

  1. Vivendo a Palavra 

Dirigente: No salmo responsorial, cantemos a Deus: “Criai em mim um coração que seja puro!” Na liturgia de hoje, o Senhor nos apresenta a lógica do “Grão de Trigo,” como imagem de sus Páscoa.  Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto. (Jo 12,24)

Para refletir

  1. a) Será que estamos vivenciando, testemunhando e seguindo Jesus? Mas que Jesus? Como ele se apresenta? Que tipo de Jesus?

Leitor 1.  É bom nos questionar assim, porque hoje “Jesus” está em alta no mercado brasileiro e mundial, mas, certamente, todos caricaturas e ídolos que não passam nem perto do Jesus de Nazaré que nos apresenta o Evangelho e a fé Cristã.

  1. a) Como poderemos seguir Jesus, se não nos sentimos atraídos pelo Seu estilo de vida? 
  1. Preces: (espontâneas)

O que o texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo aquilo que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida.

Resposta: Caminha conosco, Senhor!

Oração da CF 2018

Deus e Pai,
nós vos louvamos pelo vosso infinito amor
e vos agradecemos por ter enviado Jesus,
o Filho amado, nosso irmão.

Ele veio trazer paz e fraternidade à terra
e, cheio de ternura e compaixão,
sempre viveu relações repletas
de perdão e misericórdia.

Derrama sobre nós o Espírito Santo,
para que, com o coração convertido,
acolhamos o projeto de Jesus
e sejamos construtores de uma sociedade
justa e sem violência,
para que, no mundo inteiro, cresça
o vosso Reino de liberdade, verdade e de paz.

Vamos rezar a oração do Senhor

Pai nosso

Ave Maria                                           

  1. Bênção BÍBLICA: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

 

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

 

4° CÍRCULO (Marcos 14,1-15.47)

 

DOMINGO DE RAMOS E DA PAIXÃO

 

“Bendito o que vem em nome do Senhor”

  1. Preparação do ambiente: Colocar em destaque uns sinais de vida: velas acesas, água, flores naturais e a Bíblia. 
  1. Canto para motivar a participação das pessoas.
  2. Acolhida: Valorizar as pessoas da casa ou do grupo.
  3. Invocação da força da luz do Espírito Santo.

Espírito Santo, tu que vieste do Pai, e que permaneceste conosco, em Jesus, tu que habitas, pela fé, nos nossos corações, abre-nos à Palavra!

Seja a nossa inteligência e a nossa vontade, terreno bom, onde tu possas trabalhar com liberdade, de modo que a nossa vida seja sinal eloquente da tua caridade. Amém.

Dirigente: Vamos fazer a recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

2) Recordação da vida ou revisão do dia, olhar de perto as coisas da nossa vida.

 

  1. Escutar a Palavra de Deus, que ilumina a vida da comunidade. 

Chave de leitura: Desde o princípio da Quaresma preparamo-nos com obras de penitência e caridade. Neste Domingo de Ramos, a Igreja recorda a entrada de Nosso Senhor Cristo, em Jerusalém, para consumar o Seu mistério pascal.

  1. a) Canto de aclamação: a critério.
  2. b) Leitura do texto: Marcos 14,1-15.47
  3. c) Momento de silêncio: Interiorização da leitura.

 

  1. Vivendo a Palavra

Dirigente: A história da Paixão de Jesus segundo Marcos, lida no domingo de Ramos, inspira-se visivelmente nos cânticos do Servo de Javé. Esses quatro poemas, situados em diferentes lugares do Segundo Isaías (Is 42,1-7; 49,1-6; 50,4-9; 52,13-53,12), falam de um justo sofredor que vence pela coerência, que resiste a todo tipo de insulto, tortura e perseguição.

Para refletir

 

  1. a) A leitura atenta da Paixão de Cristo suscita uma inevitável pergunta: quem foram os responsáveis pela morte de Jesus, os judeus ou os romanos?
  2. b) Jesus assumiu o último lugar. Hoje quem é capaz de se esquecer totalmente de si e assumir o último lugar? 
  3. c) Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?  
  1. Preces: (espontâneas)

O que o texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo aquilo que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida.

Resposta: Caminha conosco, Senhor!

Vamos rezar a oração do Senhor

Pai nosso

Ave Maria                                                                                                                                    

  1. Bênção BÍBLICA: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

 

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

COMPARTILHAR