“Contribuir com a formação sócio-política de lideranças, a partir de uma reflexão teológica, bíblica e ética, alimentando maior consciência crítica e transformadora, para a construção de uma sociedade pluriétnica, pluricultural, justa, humana e solidária, promotora da cultura de paz”, é o objetivo do curso da Escola de Fé e Política Padre Ibiapina da Diocese de Guarabira, que está com inscrições abertas.

O curso, dividido em seis módulos, focará, a cada ano, duas foranias e, assim, em 2019, as atividades de formação estarão concentradas, no primeiro semestre, de janeiro a junho, na Forania de Guarabira e, no segundo semestre, de julho a dezembro, na Forania de Alagoa Grande.

O público que a Escola procura abarcar são os cristãos leigos e consagrados, agentes de pastoral, membros de movimentos sociais e políticos, ativistas e todos os que desejam ter um protagonismo cidadão. As vagas são limitadas. Saiba os detalhes:

APRESENTAÇÃO

A Escola de Fé e Política Padre Ibiapina nasceu em 2011, a partir da experiência da Escola Regional de Fé e Política Padre Humberto Plummen.

Nosso patrono – que dá nome a Escola – é o Padre Ibiapina. Padre católico e missionário brasileiro que nasceu na Vila de Sobral, atualmente a cidade de Sobral, interior do Ceará. Foi ordenado sacerdote aos 47 anos de idade, após ter feito experiência na magistratura e na política. Na sua ação missionária construiu diversas casas de caridade, igrejas, açudes e outras obras em muitas cidades do interior, deixando marcas significativas do seu apostolado por onde passou.

Inserida dentro do Setor Social da Diocese de Guarabira, a Escola Diocesana de Fé e Política Pe. Ibiapina retoma suas atividades, sendo a primeira etapa – Diocesana – de um processo de formação em rede, que envolve mais 2 etapas – a Regional e a Nacional.

A proposta de formação da Escola Pe. Ibiapina está relacionada com os ensinamentos e as ações do seu Patrono, uma vez que a formação orienta-se na perspectiva de criação de plano de intervenção social. Os/as alunos/as são vindos/as das comunidades paroquiais, das pastorais sociais e da sociedade civil.

Ao retomar os trabalhos, a Escola focará, a cada ano, duas foranias e, assim, em 2019, as atividades de formação estarão concentradas, no primeiro semestre, de janeiro a junho, na Forania de Guarabira e, no segundo semestre, de julho a dezembro, na Forania de Alagoa Grande.

OBJETIVO

Contribuir com a formação sócio-política de lideranças, a partir de uma reflexão teológica, bíblica e ética, alimentando maior consciência crítica e transformadora, para a construção de uma sociedade pluriétnica, pluricultural, justa, humana e solidária, promotora da cultura de paz.

AÇÕES ESPECÍFICAS

  1. Formação de agentes de Pastorais e lideranças;
  2. Espiritualidade para alimentar a mística cristã e a e espiritualidade libertadora fomentando o profetismo na perspectiva da evangelização popular;
  3. Articulação das Pastorais Sociais Diocesanas, Movimentos, serviços e pastorais de âmbito regional;
  4. Preparação para a intervenção em espaços de formulação de políticas públicas e de controle social.

CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO

– Disponibilidade de tempo, assumindo o compromisso de participar de todos os módulos e dos intermódulos, com encontros entre os alunos e alunas nas dioceses;

– Sensibilidade social, como agentes abertos ao diálogo e engajados nas práticas evangélicas libertadoras, em comunhão com a proposta da Escola;

– Agente multiplicador, onde cada participante assume o compromisso com o repasse dos conteúdos na base;

– Pontualidade e assiduidade nos encontros e demais atividades, buscando a horizontalidade das relações de estudo;

– Responsabilidade, executando tarefas sugeridas pela coordenação e assessoria da Escola, com leituras, pesquisas e trabalhos escritos.

PÚBLICO

– Agentes de pastoral, engajados nas comunidades eclesiais, nas pastorais sociais e nos movimentos eclesiais;

– Militantes engajados na política, os movimentos populares, sindicatos, ONGs e outras organizações da sociedade civil;

– Cristãos que já exercem ou pretendem exercer cargos poderes executivos e legislativos.

PROPOSTA DE CONTEÚDO

Módulo 1: Conceito de Fé e Política

Ementa: Conceito de Fé e Política. Relação entre Fé e Política. Educação Popular. Metodologias aplicadas às Pastorais, aos Movimentos e as ações da Sociedade Civil.

Dia: 23 de fevereiro
Horário: 8h ás 16h

Módulo 2: Antigo testamento: o sonho de Deus e Ecologia

Ementa: O Sonho de Deus para a humanidade na visão bíblica. Relação do Projeto de Deus e o pecado da humanidade. A vida no planeta: ações construtivas e destrutivas.

Dia: 23 de março
Horário: 8h ás 16h

Módulo 3: Jesus, o Reino e a Política

Ementa: As atitudes de Jesus Cristo Frente à Sociedade em que viveu. O Projeto de Jesus Cristo de Construção do Reino de Deus. Fundamentos Bíblicos das Ações Políticas da Igreja.

Dia: 27 de abril
Horário: 8h ás 16h

Módulo 4: Doutrina social

Ementa: Fundamentos da Doutrina Social da Igreja. Fontes e embasamentos da DSI. Atualizações da DSI.

Dia: 25 de maio
Horário: 8h ás 16h

Módulo 5: Movimentos sociais

Ementa: O Surgimento e o Histórico dos Movimentos Sociais. Organização dos Movimentos Sociais. Relação Movimentos Sociais e Igreja Católica. O Significado de Controle Social. Espaços de atuações de Controle Social.

Dia: 22 de junho
Horário: 8h ás 16h

Módulo 6: Direitos Humanos e ética

Ementa: Fundamentos dos Direitos Humanos. Perspectivas das lutas pelos Direitos. Conjuntura dos Direitos Humanos no Brasil. Conquistas e garantias dos Direitos. A ética e seus horizontes. Atitudes éticas.

Dia: 27 de julho
Horário: 8h ás 16h

ASSESSORES/AS

Convidados/as pela Escola, em parceria com o Setor de Pastoral Social da CNBB NE 2.

Inscrição: R$ 50, 00 (cinquenta reais)

O curso NÃO tem mensalidades. Cobra-se, apenas, uma inscrição para custear despesas de alimentação, transporte de assessores/as e material didático.

AS INSCRIÇÕES SÃO FEITAS EM FORMULÁRIO PRÓPRIO, EM CADA PARÓQUIA. VAGAS LIMITADAS.

Local: Todos os módulos acontecerão no Salão do Seminário São José.

Pascom Diocesana
Colaboração: CDL – Conselho Diocesano de Leigos