Foto: Pascom da Catedral

GUARABIRA (PB) – Sexta-feira Santa! Neste dia, que os antigos também chamavam de “Sexta-feira Maior”, a Igreja celebra a Paixão e Morte de Jesus. Silêncio, jejum, abstinência de carne e oração marcam este dia.

Na Sexta-feira Santa e no Sábado Santo, segundo a tradição, a Igreja não celebra a Eucaristia. O altar está totalmente despido: sem cruz, sem candelabros, sem toalhas.

Na tarde desta Sexta-feira Santa, o bispo diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena, presidiu na Catedral Nossa Senhora da Luz, em Guarabira, à celebração da Paixão do Senhor, com a Liturgia da Palavra, a Adoração da Cruz e a Sagrada Comunhão.

Ao aprofundar sua meditação sobre a Cruz, o bispo de Guarabira, lembou que este mistério uma mensagem de amor e salvação, não de ódio ou vingança, porque, afinal, todos terão o mesmo destino: fracos e poderosos, indefesos e tiranos, todos estão sujeitos à mesma lei e aos mesmos limites humanos: a morte!

E deu destaque as palavras da profecia de Isaías: com o anúncio da Ressurreição, a Liturgia dá ao “desprezado e rejeitado pelos homens”, um nome e um rosto: o homem triunfante, Jesus Cristo, nosso Salvador.

Pascom – Pastoral da Comunicação
Diocese de Guarabira

COMPARTILHAR