Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net
Home / Notícias da Diocese / Paróquia realizou Fórum de Sensibilização em prol do Grito dos Excluídos

Paróquia realizou Fórum de Sensibilização em prol do Grito dos Excluídos

A Paróquia de São Sebastião de Lagoa de Dentro realizou na noite dessa quinta-feira, 14 de setembro, o Fórum de Sensibilização em prol do Grito dos Excluídos(as). O Grito dos Excluídos(as) acontece todos os anos em todo país. É uma ação das pastorais sociais que lutam pelos direitos dos(as) excluídos(as) que vivem à margem da sociedade. Na Diocese de Guarabira, esta é a 23ª edição do Grito que este ano acontece na Paróquia de São Sebastião em Lagoa de Dentro.

Como parte da programação a Paróquia em comunhão com a Diocese de Guarabira realizou um Fórum de Sensibilização em preparação ao dia do Grito dos(as) Excluídos(as). Na ocasião foram expostos dois temas: Meio Ambiente e Água com o secretário municipal de agricultura professor Sérgio Alves e a Reforma da Previdência com o advogado professor Fabiano Amorim.

Com o tema: Vida em primeiro lugar! E o lema “Por direito e democracia, a luta é todo dia!”, o pároco da paroquia anfitriã, Padre José André abriu o evento falando da importância do Fórum e do Grito como um espaço de discussão e de alerta para as autoridades, a Igreja e a sociedade em geral darem mais atenção para os problemas sociais.

Para Padre André neste momento a sociedade dar dois gritos: um por segurança, haja vista os diversos casos de insegurança que o município enfrenta, como o assassinato de um jovem acontecido esta semana na cidade e diversos outros casos de furtos, roubos, assaltos e arrombamentos. E o segundo grito é sobre a água. Para o Padre, a população lagoadentrense precisa de água! E esta água deve ser de qualidade.

O Setor Diocesano de Pastoral Social também esteve presente com o Padre Marinaldo Silva, a irmã Irecine, Uzenilda, irmã Tereza e o senhor José Brilhante. Para o padre Marinaldo a Reforma Política quem faz é o eleitor. É cada um de nós! Ele ainda falou da importância do Fórum para a sociedade se sensibilizar dos problemas que a comunidade enfrenta.

Por sua vez, a irmã Irenice referiu-se ao Grito dos(as) Excluídos(as), dizendo que: “vida em primeiro lugar é o grito que devemos dar todos os dias. Vida desde o ventre. Crianças, adolescentes, juventude, família.” Não podemos nos calar. E parafraseando Beth Carvalho, a irmã citou: “Este é o nosso país. Esta é a nossa bandeira”, convidando todos(as) a não desistirem do Brasil. Não desistirem da luta!

Depois da fala das autoridades da Mesa, o professor Sérgio Alves fez a exposição do tema ‘Escassez de Água no Semiárido Nordestino’. Sérgio explanou sobre as principais realidades da Região Nordeste conferindo estatísticas da seca no Brasil, mais especificamente no Nordeste e a falta de água que assola o município de Lagoa de Dentro e a região do Brejo desde 2012 quando o pais enfrenta uma das maiores secas dos últimos tempos. A seca verde que não se sabe quando será suprida. Uma vez que a população ainda não despertou que não podemos erradicar a seca, mas temos aprender a conviver com este fenômeno natural típico dessa região do planeta.

Em seguida o advogado, professor Fabiano Amorim conferiu uma fala a respeito da Reforma da Previdência. Este relatou as principais alterações da Lei da Aposentadoria, através da PEC 287/2016. Fabiano apresentou as mudanças que vão mexer com a vida dos(as) trabalhadores(as) brasileiros(as), que passarão a trabalhar e contribuir mais com a previdência para poder gozar de uma aposentadoria quando já não tiverem mais condições físicas nem psicológicas para labutar. Uma vez que a idade mínima exigida pelo governo para o(a) trabalhador(a) se aposentar ultrapassará os 65 (sessenta e cinco) anos.

Após as explanações dos professores expositores, foi aberto espaço para a plateia interagir com o Fórum tirando suas dúvidas e levantando questionamentos a respeito dos assuntos tratados. Uma reinvindicação da plateia foi sobre a situação da Lagoa que dar nome ao município e é o principal cartão postal da cidade. O projeto de urbanização e as áreas da Lagoa que fazem parte dos quintais das residências foram os questionamentos levantados pela plateia.

Em seguida a irmã Irenice se colocou a respeito do evento dizendo que para o Grito deve ser eleito um propósito e como a questão da Lagoa foi mais discutida, esta seria, então a principal ação para o Grito dos(as) Excluídos que acontece no sábado, 16 de setembro com concentração às margens da Lagoa Francisco Soares, local onde haverá apresentações culturais e a equipe responsável pelo 23º Grito dos(as) Excluídos(as) levantarão os principais anseios da sociedade que se encontra excluída das políticas públicas e que a Igreja não pode desampará-la. Assim esse é o momento, de numa só voz, os cristãos darem um “grito” de libertação das mordaças que calam a voz das classes menos favorecidas em todos os extremos do país e que em comunhão, a Paróquia de São Sebastião e a Diocese de Guarabira se unem em forças para vivenciar o evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo na luta pelos mais humildes.

 

No final do Fórum foi feita a leitura da Carta da CNBB ao Grito dos Excluídos(as) 2017, um documento base para a realização da ação.

Aldaberon Vieira

Pascom

Check Also

BAIRRO DO NORDESTE EM GUARABIRA ENCERRA OS FESTEJOS DE NOSSA SENHORA DE GUADALUPE

Na noite de ontem, uma multidão de fiéis se reuniram na frente da Matriz para …