Em Remígio, Paróquia de Nossa Senhora do Patrocínio, interior paraibano, membros da comunidade leiga local uniram-se em favor da evangelização e do cuidado para com as crianças das classes menos favorecidas, reestabelecendo na comunidade paroquial a Pastoral da Criança.

Este serviço pastoral inicia-se com o objetivo de atender às crianças menores de seis anos de idade, zelando por melhorias na qualidade de vida e pelo progresso pessoal de cada uma. Nas palavras da fundadora da Pastoral da Criança – Dra. Zilda Arns: ” Como os pássaros, que cuidam de seus filhos ao fazer um ninho no alto das árvores e nas montanhas, longe de predadores, ameaças e perigos, e mais perto de Deus, deveríamos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e protegê-los”.

Tendo em vista os objetivos traçados, a Paróquia de Nossa Senhora do Patrocínio mobilizou, na última quinta-feira, 30, leigos dispostos a integrarem esta pastoral e auxiliarem, por meio da caridade, crianças carentes. Nesta reunião, cujos resultados demonstraram-se produtivos, o anseio de recomeçar tornou-se um sentimento comum. No primeiro momento, houve oração e reflexão acerca da Palavra de Deus, presente em Mateus 4,18-22: Cristo nos veio convidar a ser “pescadores de homens”, apóstolos e discípulos seus e, por isso, chama-nos à missão.

Houve a reflexão acerca do Guia do Líder, o qual aborda a Folha de Acompanhamento e Avaliação Mensal das Ações Básicas de Saúde e Educação na Comunidade – FABS. Estabeleceu-se, também, a tríplice líder do movimento ao nível paroquial, Lourdes, Claudinete e Fátima.

Com o estabelecimento da Pastoral da Criança nas terras da Virgem do Patrocínio, ressurgem as missões de acompanhar gestantes, acompanhar as crianças menores de seis anos e promover a dignidade da pessoa, cidadania, espiritualidade e educação para a paz. Renasce uma missão de evangelização, desta vez, com o olhar atento aos mais necessitados, não só de pão, mas da Palavra que vem de Deus.

     

COMPARTILHAR