Dom Aldemiro e Pe. Bosco durante abertura da Assembleia

Teve início na noite desta segunda-feira (14), a 54ª Assembleia Pastoral Regional, este ano o Regional está refletindo a Comunhão Missionária à Luz das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2019-2023. O evento está sendo realizado no Convento Santo Antônio, em Lagoa Seca/PB, na Diocese de Campina Grande, e reúne Bispos do Regional Nordeste 2, Padres, Diáconos, Religiosos(a) e Leigos. O bispo diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena, o coordenador de pastoral, padre João Bosco, e a irmã Neves, representam a Diocese de Guarabira.

Com o objetivo de fomentar a comunhão pastoral entre as Igrejas Particulares, a Assembleia vai aprofundar as discussões em torno de caminhos que estimulem as ações pastorais missionárias, tendo como ideia central, a Palavra, a Eucaristia, a Caridade e a Missão.

Em clima de comunhão e fraternidade, a Assembleia foi aberta com a acolhida de Dom Dulcênio Fontes de Matos, Bispo Diocesano de Campina Grande. Ao saudar os presentes, Dom Dulcênio falou sobre a riqueza que será a Assembleia, e acolheu a todos:

“A Diocese de Campina Grande se tornou a casa do Episcopado do Regional, é daqui que pulsam as aspirações para a Caminhada das nossas Igrejas Particulares, é aqui que reforçamos nossos laços de estima.” Disse Dom Dulcênio.

Prosseguindo com sua acolhida, Dom Dulcênio falou de sua alegria em receber a todos e desejou êxito: “Se Recife é a sede do Regional, comparemo-la como o cérebro, e Campina como o Coração. Como Anfitrião, Regozijo-me de receber a todos, faço votos de que sejam dias de trabalhos, onde cresceremos mutuamente. Que os frutos sejam consoantes!”.

Irmã Neves durante momento orante

Ainda na programação de abertura, o Presidente do Regional Dom Paulo Jackson, pontuou suas palavras focando-as na Comunhão e na Sinodalidade dos Bispos.

Em seguida, o Padre Edvaldo Brito, Coordenador da Comissão Missionária do Regional, falou dos encaminhamentos da Assembleia anterior, e numa perspectiva missionária, pontuou a questão do projeto da Escola Missionária Dom José Maria Pires, e citou o bom andamento dos Conselhos Diocesanos Missionários.

Conferência

A Conferência desta noite ficou a encargo do Presidente do Regional, Dom Paulo Jackson que trabalhou o tema: A Assembleia do Regional como exercícios de Sinodalidade e Colegialidade na Pastoral.

Um tema vasto, discorrido sobre várias perspectivas, a começar pela etimologia da Palavra Sínodo, que indica “Caminhar Juntos”. E nesse sentido fez referências bíblicas, uma delas, a saber: do livro de Tobias, que narra o acompanhamento do Arcanjo Rafael junto a Tobias.

Ao direcionar seu discurso para a comunhão eclesial, Dom Paulo lembrou que a natureza da igreja é ser comunhão, e fez menção a partir de uma perspectiva histórica, os inúmeros sínodos realizados na história da Igreja.

Por fim, Dom Paulo fez questão de aludir a importância da colegialidade Episcopal, lembrou que as 21 dioceses do Regional tem se esforçado pela comunhão e reiterou, que o exercício da Sinodalidade se faz pautado pelo Espírito Santo, é Ele quem conduz a Igreja.

A Assembleia prossegue nessa terça-feira e terá a Assessoria de Dom Frei Francisco Sales que vai trabalhar os estudos envoltos das Diretrizes da Ação Evangelizadora para a Igreja no Brasil.

PASCOM – Pastoral da Comunicação
Fotos: Rafael Augusto