DIOCESE DE GUARABIRA

CÍRCULOS BÍBLICOS DO MÊS DE

NOVEMBRO DE 2020

1º CÍRCULO – Mateus 5,1-12

É assim a geração dos que procuram o Senhor!
(Salmo 23/24)

1. ACOLHIDA

Um canto inicial
Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade.
Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
Invocar a luz do Espírito Santo.

2. OLHAR A PRÁTICA DA NOSSA COMUNIDADE

Dirigente: Hoje, vamos meditar sobre o começo do “Sermão da Montanha”. Certa vez, vendo aquela multidão imensa de gente que o seguia, Jesus subiu num pequeno morro, para que todos pudessem vê-lo e ouvi-lo. Sentado lá no alto e olhando o povo, ele disse: “Felizes os pobres! ” Estas palavras de Jesus fazem a gente pensar e se perguntar: “ O que é mesmo a felicidade? Quem é realmente feliz? Vamos conversar sobre isto.
– Todos queremos ser felizes. Todos! Mas todos somos felizes? Por que sim? Por que não?
– Na sua opinião, quem é feliz hoje no mundo? Qual tipo de felicidade que o povo procura?

4. OLHAR A PRÁTICA DE JESUS
Introdução à leitura do texto
Dirigente: Vamos ouvir atentamente as palavras que Jesus pronunciou. Durante a leitura, se sinta no meio daquela multidão de pobres, olhando para Jesus e escutando a sua palavra:
Leitura do texto: Mateus 5, 1-12
Momento de silêncio
Perguntas para a reflexão:
Dirigente: Vamos lembrar juntos o que foi lido.
O que mais chamou a sua atenção?
Quais os grupos de pessoas que Jesus declara felizes? Qual a promessa para cada grupo?
Estes grupos a quem Jesus fala existem hoje? Quem são?
Como entender: uma pessoa ser pobre e feliz ao mesmo tempo?
Conte um dos momentos em que você se sentiu realmente feliz. Nossa visão de felicidade bate com a de Jesus?

3. CELEBRAR A VIDA DA COMUNIDADE

Sugestões para a celebração
Preces: O que este texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo o que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida. Como refrão, após cada prece, cantemos: Felizes os que ouvem a Palavra do Senhor! Felizes os que buscam a justiça e o amor! Terminar esta parte com um Pai-Nosso.

Rezar um salmo. Sugestão: Salmo 3: “ Eu sou feliz, porque a minha segurança está em Deus”

BÊNÇÃO BÍBLICA

Dirigente: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

COMPROMISSO DA SEMANA
Anotar o texto que será estudado no próximo encontro.
Distribuir as várias tarefas da acolhida e da leitura do próximo encontro.
Marcar data e local da próxima reunião do grupo

2º CÍRCULO – Mateus 25, 1-13

“Não deixe a lamparina apagar”

1. ACOLHIDA

Um canto inicial
Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade.
Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
Invocar a luz do Espírito Santo.

2. OLHAR A PRÁTICA DA NOSSA COMUNIDADE

Dirigente: No texto que vamos meditar hoje, o evangelista Mateus fala da parábola “das dez virgens”, que nos convida a velar, a estar preparados, a viver despertos. Deus não nos espera no final do caminho para nos submeter a um juízo; Ele está dentro de nós, todos os instantes de nossa vida, inspirando-nos, para que possamos viver com mais plenitude o sentido da vida. Vamos conversar sobre isto.
– Como você está esperando pelo seu Senhor? Você está vigiando?
– Você tem cultivado atitude de prontidão para o encontro com o Senhor?

3. OLHAR A PRÁTICA DE JESUS

Introdução à leitura do texto
Dirigente: Vamos ouvir atentamente as palavras de Jesus sobre a importância da vigilância. Durante a leitura, fiquemos atentos, para descobrir o ponto mais relevante que aparece na parábola.
Leitura do texto: Mateus 25, 1-13
Momento de silêncio
Perguntas para a reflexão: .

Dirigente: Vamos lembrar juntos o que foi lido.
O que será que Jesus quis ensinar com essa parábola?
O que mais chamou a sua atenção?
Como você tem agido, ante a demora de Deus?
Qual foi o erro das virgens imprevidentes?
Depois de tudo isso, qual é a mensagem que fica para mim? O que é preciso fazer?
Qual é o “azeite original” de teu interior, que inspira tua vida e te move a ser presença iluminadora?

4. CELEBRAR A VIDA DA COMUNIDADE
Sugestões para a celebração
Preces: O que este texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo o que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida. Como refrão, após cada prece, digamos: “Senhor, chegue até vós a nossa prece”. Terminar esta parte com um Pai-Nosso.
Rezar um salmo. Sugestão: Salmo 62(63): “A minha alma tem sede de vós e vos deseja, ó Senhor”.

BÊNÇÃO BÍBLICA

Dirigente: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

COMPROMISSO DA SEMANA
Anotar o texto que será estudado no próximo encontro.
Distribuir as várias tarefas da acolhida e da leitura do próximo encontro.
Marcar data e local da próxima reunião do grupo

3º CÍRCULO – Mateus 25, 31-46

O Senhor é o pastor que nos conduz; não me falta coisa alguma
(Salmo 22/23)

1. ACOLHIDA

Um canto inicial
Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade.
Apresentar brevemente o assunto que vai ser refletido, meditado e rezado neste encontro.
Invocar a luz do Espírito Santo.

2. OLHAR A PRÁTICA DA NOSSA COMUNIDADE

Dirigente: No Círculo de hoje, vamos meditar o texto onde, Jesus diz estar presente nas pessoas com fome e sede e sem roupa, nos estrangeiros, nas pessoas doentes, presas e sem casa. Pessoas assim é que não faltam hoje. Existem em toda parte. O número delas cresce cada vez mais. O sistema em que vivemos produz desemprego, pobreza, doença. Vamos conversar sobre isto.
– Na minha rua, existem pessoas assim? Qual o meu relacionamento com elas?
– Qual o espaço que estas pessoas têm na nossa comunidade? Sabemos acolhê-las?

3. OLHAR A PRÁTICA DE JESUS
1. Introdução à leitura do texto
Dirigente: Vamos ouvir atentamente as palavras de Jesus. Ele diz que no fim da nossa vida seremos julgados a partir do amor que praticamos para com os irmãos e as irmãs necessitadas. Vamos prestar atenção nos critérios que Jesus usa para dizer que alguém é justo ou maldito.
Leitura do texto: Mateus 25, 31-46
Momento de silêncio
Perguntas para a reflexão:
Dirigente: Vamos lembrar juntos o que foi lido.

Qual ponto que mais gostou?
Qual critério que Jesus usa para dizer que alguém é justo ou maldito?
Em Mateus 18, 20, Jesus dizia: “ Onde dois ou três estão reunidos em meu nome, estarei no meio deles”. Aqui neste texto, ele dá uma outra dica para a gente descobrir a presença dele no meio de nós. Qual é esta dica?
Como fazer para que a nossa comunidade possa acolher Jesus, que vem até nós no pobre, no faminto, no desempregado, no doente, no povo da rua, no pequeno?

4. CELEBRAR A VIDA DA COMUNIDADE

Sugestões para a celebração
Preces: O que este texto nos faz dizer a Deus? Colocar em forma de prece tudo o que refletimos sobre o evangelho e sobre a nossa vida. Como refrão, após cada prece, digamos: “ Senhor, aumenta em nós o amor e a fraternidade!” Terminar esta parte com um Pai-Nosso.

Rezar um salmo. Sugestão: Salmo 72(71): “ Jesus, servidor dos pobres e indigentes!”

BÊNÇÃO BÍBLICA
Dirigente: Invoquemos, com confiança, a bênção do Senhor: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor nos mostre o seu rosto brilhante e tenha piedade de nós! O Senhor nos mostre o seu rosto e nos conceda a paz! (Nm 6,24-27).

COMPROMISSO DA SEMANA
Anotar o texto que será estudado no próximo encontro.
Distribuir as várias tarefas da acolhida e da leitura do próximo encontro.
Marcar data e local da próxima reunião do grupo

COMPARTILHAR