Tendo em vista o bem pastoral da porção do Povo de Deus que compõe a Diocese de Guarabira, confiada aos nossos cuidados pastorais e, com o intuito de evitar a ambiguidade, a desorientação e o uso indevido da boa-fé dos fiéis diocesanos,

COMUNICAMOS:
1. O padre que pertence à Igreja católica Apostólica Brasileira (ICAB), NÃO é padre da Igreja Católica Apostólica Romana e, portanto, não está em comunhão com o Romano Pontífice (o Papa). Entre outros fatores, a confusão pode ser gerada porque os padres da ICAB usam paramentos iguais aos de nossos padres; celebram Missas, Batizados e Casamentos do mesmo modo que nós, com exceção de algumas expressões; manifestam devoção a Nossa Senhora e aos santos católicos e utilizam, praticamente, nossa Liturgia; Reiteramos, a ICAB não pertence e nem está em comunhão de fé com a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo (Mt 16,18; Jo 21,17);

2. Os Sacramentos celebrados na ICAB não têm validade no âmbito da Igreja Católica Apostólica Romana. Se alguém, inadvertidamente, foi batizado, casado ou recebeu outro Sacramento na ICAB e quiser permanecer na Igreja Católica Apostólica Romana, deverá procurar seu Pároco para acertar sua condição sacramental;

3. Respeitando as variadas manifestações da fé cristã, recordamos que devemos evitar qualquer confusão ou risco de indução ao erro. Portanto, os responsáveis pelas nossas paróquias, santuários, comunidades, pastorais, movimentos, serviços e grupos devem estar atentos para não permitirem que padres e outros ministros de outras igrejas utilizem nossos templos e ambientes;

4. Colocamo-nos à disposição para outros esclarecimentos. Procure o seu Pároco. Esperamos que o presente comunicado sirva para dissipar qualquer sombra de confusão entre os fiéis de nossa Diocese de Guarabira. Que todos, pastores e fiéis, permaneçam unidos em comunhão e fidelidade à IGREJA UNA, SANTA, CATOLICA E APOSTOLICA, sob a autoridade do Papa, constituído pelo próprio Cristo como “perpetuo e visível fundamento da unidade, quer dos Bispos quer da multidão dos fiéis” (LG 23; Catecismo da Igreja Católica, 882).

Que a Virgem Maria, a Senhora da Luz, e São José, Patrono desta Igreja, nos assistam
com sua intercessão nestes tempos de prova e seja o nosso baluarte na defesa da fé.

A todos, minha bênção.

Guarabira-PB, 12 de abril de 2021

 

Dom Aldemiro Sena dos Santos
Bispo Diocesano de Guarabira