A Diocese de Guarabira recebeu, no último dia 23 de janeiro, a imagem de sua padroeira, Nossa Senhora da Luz, após processo de restauração. A imagem, estimada e venerada não apenas pelos paroquianos de nossa Catedral, mas por todos os diocesanos, foi submetida a um delicado e pormenorizado trabalho de resgate e revitalização de suas características originais. O processo de restauração ficou sob incumbência de Rosália Albuquerque de Menezes, artista que trabalhou no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e que se dedica à arte sacra.         Estima-se que a imagem de Nossa Senhora da Luz tem cerca de dois séculos de existência. Esculpida em madeira, com traços barrocos, a imagem submeteu-se ao desgaste ocasionado pelo tempo e, possivelmente, às tentativas de restauro/reparo que a reformaram, adaptando-a. Após a restauração, dentre as modificações, ressaltamos a base da peça, o Menino Jesus e o cetro como características elementares e destaques do referido processo.

    A acolhida da imagem, por seus fiéis devotos, integrou a programação da abertura da Festa de Nossa Senhora da Luz. Conduzida por eles, em carro aberto, a imagem percorreu as ruas de Guarabira até a Catedral, onde foi recebida pelo bispo diocesano, Dom Aldemiro Sena, e pelo pároco da Catedral, Pe. Kleber Rodrigues. Após a Santa Missa, a imagem voltou ao altar-mor. Foram 10 meses de espera, mas hoje, toda a comunidade diocesana rejubila em poder contemplar a resplandecente beleza da Virgem da Luz. 

 

 

Por: Pastoral da Comunicação Diocesana – PASCOM