Na manhã deste domingo (07), na Catedral Nossa Senhora da Luz, em Guarabira (PB), o bispo diocesano Dom Aldemiro Sena dos Santos presidiu a Solenidade da Santíssima Trindade, ao padre Kleber Rodrigues, seminaristas, equipe litúrgica e Pascom.

O bispo de Guarabira, em sua homilia, lembrou que após concluirmos a Santa Páscoa com a celebração do dom do Espírito em Pentecostes, a Igreja nos faz proclamar a glória da Trindade Santa, o Deus uno e trino que é amor e deu-Se a nós e nos salvou por amor!

Na Liturgia, no correr do ano, é o Mistério e a história do nosso Deus conosco que celebramos, contemplamos e experimentamos na nossa vida! Todo o mistério de salvação consiste nisto: o Pai que, pelo Filho, no Espírito, veio ao nosso encontro, nos perdoou, nos encheu de Sua Vida divina e Se nos dá continuamente nos sacramentos da Sua Igreja.

“Ele é um só! Perfeitamente Uno, inifinitamente Um: Deus é um só, o Senhor é Único – Um é o nosso Deus nos Céus e na terra! Ele é indivisível, nada ou ninguém pode ser colocado ao lado Dele: um só é o nosso Deus no céu e na terra!”, enfatizou Dom Aldemiro que igualmente pontuou: ao mesmo tempo, Ele é Comunidade de Amor! Ele é eternamente Trino, perfeitamente Trino, totalmente Trino!

Para Dom Aldemiro a Trindade não é uma teoria para os doutores em teologia. Ela é uma realidade concreta que deve invadir a nossa vida e a vida da Igreja: “Amemo-nos uns aos outros, pois o amor é de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é Amor!” (1Jo 4,7-8)

E encerrou dizendo que a Trindade é nosso berço, nosso ninho e nosso destino. Contemplá-La e adorá-La é viver o amor. Como dizia Santo Agostinho: viste o amor, viste a Trindade!

PASCOM – Pastoral da Comunicação 

COMPARTILHAR