Cidade do Vaticano (RV) – Amigo ouvinte, a edição de hoje do quadro “O Brasil na Missão Continental” continua trazendo a experiência deste projeto de animação missionária na realidade da Diocese de Guarabira, cujo bispo, Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, tem estado conosco estes dias nesse espaço de formação e aprofundamento.

Na edição passada o bispo desta Igreja particular da Paraíba dizia-nos, entre outras coisas, que “a pastoral nada mais é que um exercício de maternidade da Igreja”. Nesta mesma linha, Dom Lucena prossegue hoje suas considerações afirmando-nos que “toda a vida eclesial deve gerar, crescer, alimentar, conduzir a pessoa pela mão”, ou seja, estar próxima, não ser uma Igreja distante.

Após insistir no conceito de proximidade que deve caracterizar a vida da Igreja, o bispo de Guarabira enfatiza a necessidade de a Igreja ser não somente acolhedora: “não só acolher o outro, mas cada um se sinta acolhido”. E fazê-lo numa relação de abertura: “estar aberta com compreensão, também com perdão, com amor e – nestes tempos do Ano extraordinário do Jubileu da misericórdia – com misericórdia. Vamos ouvir (ouça clicando acima).

Rádio Vaticano

COMPARTILHAR