A instalação da Fazenda Esperança na Diocese de Guarabira está cada mais próxima. Nesta segunda-feira (24), uma comitiva da coordenação regional da instituição esteve em Guarabira para visitar in loco o espaço da Comunidade Talita, onde muito provavelmente funcionará o projeto. O reconhecimento da área foi acompanhado pelo bispo diocesano dom Aldemiro Sena dos Santos, pelo ecônomo diocesano padre Joaquim Felipe e pelo padre Gaspar Rafael.

A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica que atua desde 1983 no processo de recuperação de pessoas que buscam a libertação de seus vícios, principalmente do álcool e da droga. Seu método de acolhimento contempla três aspectos determinantes: o Trabalho como processo pedagógico; a Convivência em família; e a Espiritualidade para encontrar o sentido da vida.

A Fazenda está de portas abertas em todos os estados brasileiros para acolher homens e mulheres fragilizados pelo consumo das drogas, transformando dor em alegria. O número de comunidades no mundo já ultrapassou uma centena de unidades estruturadas em países da Ásia, África, América e Europa, sob contínuo crescimento devido a globalização dos graves problemas sociais que assolam a humanidade.

As pessoas que se identificam com o carisma da Fazenda podem encontrar sua vocação na Igreja fazendo parte da Família da Esperança – uma Associação Privada de Fiéis, de caráter internacional, reconhecida pelo Pontifício Conselho para os Leigos, cuja missão é levar a Esperança, Jesus Cristo, ao maior número de jovens do mundo inteiro, conforme as palavras do Papa Bento XVI.

PASCOM – Pastoral da Comunicação

COMPARTILHAR