Na manhã deste domingo (03), na capela da residência episcopal, o bispo diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena dos Santos, presidiu a Santa Missa dedicada ao tema litúrgico do Bom Pastor.

Ao lado do padre Kleber Rodrigues, administrador da Paróquia Nossa Senhora da Luz, o bispo recordou que depois de várias aparições de Cristo ressuscitado às mulheres, aos apóstolos, aos discípulos, hoje Jesus se apresenta como o Bom Pastor! É um título de Cristo muito familiar aos primeiros cristãos.

Dom Aldemiro realçou que Bom Pastor aparece numa atitude de ternura com as ovelhas… Ele as conhece, as chama pelo nome, caminha com elas e estas O seguem. Elas escutam a Sua voz, porque sabem que as conduz com segurança. Em contraste com o pastor, aparece a figura dos ladrões e dos bandidos. São todos os que se apresentam como Pastor, ou até falam em nome de Cristo, mas procuram somente vantagens pessoais. Além do título de Bom Pastor, Cristo aplica-Se a Si mesmo a imagem da porta pela qual se entra no aprisco das ovelhas que é a Igreja. Ensina o Concílio Ecumênico Vaticano II: “A Igreja é o redil, cuja única porta e necessário pastor é Cristo” (LG,6). No redil entram os pastores e as ovelhas.

O bispo diocesano trouxe para sua reflexão o Dia Mundial de Orações pelas Vocações e pontuou que ser padre é ser no mundo sinal de Cristo, presença de Cristo que aconselha, que acolhe, que socorre, que exerce a misericórdia, que mostra o caminho! E rezou ao Senhor da Messe que nos envie os padres santos e sábios de que a Igreja tanto precisa, pedindo que cada cristão se abra ao chamado vocacional feito por Cristo Ressuscitado. O bispo também lembrou que no mês de maio, dedicado a Santa Mãe de Deus, Maria Santíssima, devemos entregar nossas vidas a Imaculada e confiemos a Mãe das Vocações a condução de nossas vidas.

Dom Aldemiro voltou a pedir aos diocesanos que continuem se prevenindo contra a Covid-19: “sempre que possível fiquem em casa”.

PASCOM – Pastoral da Comunicação

COMPARTILHAR