Neste sábado (16), na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Arara (PB), o bispo da Diocese de Guarabira, Dom Aldemiro Sena dos Santos, presidiu a ordenação presbiteral do padre Edson Terra da Silva, da Congregação dos Passionistas, atualmente responsáveis pela administração da Paróquia de Arara e do Santuário Memorial do Padre Mestre Ibiapina (Santa Fé). A solenidade teve participação restrita em obediência as recomendações das autoridades sanitárias.

Os Passionistas comprometem-se, através de um voto especial, a promover a memória da Paixão de Cristo (Memoria Passionis) com a palavra e com a própria vida. Procuram fazê-lo, sobretudo, com a pregação e com a sua presença junto dos pobres e dos marginalizados por qualquer razão; enfim, junto de todos os “crucificados” do mundo atual.

Outra característica importante dos Passionistas é a vida comunitária. Na fraternidade passionista tudo é comum e a mesma dedica um grande espaço de tempo à oração e à contemplação. Os Passionistas são, por assim dizer, contemplativos ativos; ou seja, unem de modo criativo a contemplação com a sua atividade pastoral.

Os Passionistas, atualmente, são mais de dois mil. Estão presentes em 56 nações dos cinco continentes. São governados por um Superior Geral, eleito para um mandato de seis anos, tendo como ajuda um Conselho formado por seis Consultores, representantes das várias áreas geográficas. O Superior Geral reside em Roma – Itália (Piazza Ss. Giovanni e Paolo, 13 – 00184 Roma – Tel. 06.77.27.11). Esta casa é também a sede do Estudantado Internacional. A Congregação divide-se territorialmente por Províncias, Vice-Províncias e Vicariatos, consoante o número de religiosos existentes em determinadas áreas.

PASCOM – Pastoral da Comunicação

COMPARTILHAR