A Pastoral Presbiteral da Diocese de Guarabira, junto ao seu Bispo Diocesano, Dom Aldemiro Sena dos Santos, proporcionou um encontro entre os presbíteros da referida diocese em três momentos, respeitando os cuidados exigidos pela Vigilância Sanitária no combate a COVID-19. Os encontros se deram na seguinte ordem:

● Dia 06/10 – Sacerdotes de 0 a 5 anos de ordenação presbiteral, realizado no auditório da Cúria Diocesana;
● Dia 08/10 – Sacerdotes de 6 a 14 anos de ordenação Presbiteral, realizado na Paróquia Nossa Senhora do Livramento na cidade de Bananeiras – PB;
● Dia 16/10 – Sacerdotes acima de 15 anos de ordenação Presbiteral, realizado no auditório da Cúria Diocesana.O encontro entre os presbíteros teve por objetivos a valorização da fraternidade presbiteral, a promoção de uma cultura de solidariedade na vida dos sacerdotes, a proporção de momento de convivência, a abordagem dos cuidados e deveres pertinentes à vida moral e espiritual do presbítero, dentre outras partilhas vivenciadas pelo clero.A Pastoral Presbiteral é a responsável por oferecer aos presbíteros as condições necessárias para a sua própria realização humana e vocacional, ajudando-os na missão de configurar-se a Cristo Bom Pastor, inserido-se no contexto social junto ao povo. Deve abranger os presbíteros seculares e os presbíteros religiosos que atuam nas paróquias e fazem parte do presbitério diocesano. Assim, zela pela saúde física, psíquica e afetiva do presbítero, além de proporcionar os meios necessários para uma formação permanente nas dimensões comunitária, espiritual, humana, intelectual e pastoral.

Por fim, agradecemos a Deus e a Dom Aldemiro, bispo diocesano, que em todos os momentos se fez presente e abordou o valor da Fraternidade Presbiteral, além de externar de modo atencioso sua paternidade espiritual por cada sacerdote, sem fazer distinção de idade ou função exercida. O Bispo ainda frisou que devemos ser um clero irmão e amigo. Pedimos a Virgem Senhora da Luz que interceda ao seu Filho Jesus Cristo pela perseverança e santificação do Presbitério Diocesano de Guarabira.

Por: Pe. José Arimateia, representante do clero diocesano.